Diablo Brutale 800: parceira entre MV Agusta e os pneus Pirelli

Compartilhe:Share on Facebook17Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Email this to someone

Lá em 2001, quando lançada, a MV Agusta Brutale já definiu os padrões do segmento de naked esportivas.

DIABLO BRUTALE

Este ano teve inovações: o modelo passou a ter nova roupagem, além do motor tricilíndrico de 800cc repaginado bem como sua ciclística aprimorada. Com o objetivo de unir duas comemorações: os 15 anos da naked e o novo pneu Pirelli Diablo Rosso III, foi criada uma versão especial e única: a Diablo Brutale, que veio com tudo!

Parceria entre a MV Agusta e os pneus Pirelli

DIABLO_BRUTALE_800_72

Fornecedora de equipamento original para a MV Agusta de longa data (desde 2011), a Pirelli criou o pneu Diablo Rosso III, feito para as estradas.

Medidas

Tendo 120/70 ZR17, na dianteira, e 180/55 ZR17, na traseira, o pneu é equipamento original da nova naked 800.
Mantendo a exclusividade, a Brutale ganhou também  um acabamento na cor preto fosco que contrasta com luminoso tom de vermelho, fazendo referência ao pneu. Ainda conta com logo do pneu no tanque de 16,5 litros (a típica ranhura em forma de raio da banda de rodagem aparece no para-lama dianteiro e na traseira). Para finalizar com chave de ouro, a Pirelli equipou essa Brutale especial com um jogo de pneus com grafismo em vermelho.

Acabamento diferenciado

DIABLO_BRUTALE_800_5 4

A showbike é uma única unidade da nova MV Agusta Brutale 800, que nasceu como um tributo ao design, à esportividade e à alta tecnologia do novo pneu superesportivo da família Pirelli Diablo.

Brutale 800 foi aprimorada

DIABLO_BRUTALE_800_9

Totalmente repaginada, a Brutale 800 2016 sai com novo conjunto óptico em LED e um novo suporte de placa, deixando a rabeta ainda mais radical e interessante. Mesmo assim os traços marcantes da naked foram mantidos. Quadro em treliça, as três saídas de escapamento e a bela roda de liga leve exposta, em função do uso de um engenhoso monobraço na suspensão traseira.

Ela foi equipada com a última geração do motor de 3 cilindros, 4 tempos, 12 válvulas, de exatos 798 cm³, que ganhou mais torque – 8,4 kgf.m a 7.600 rpm –, mas sofreu uma leve redução na potência máxima, passando de 125 cv, para 116 cv a 11.500 rpm.

Possui também controle de tração ajustável em oito níveis, freios ABS e câmbio assistido (quickshift) que permite subir ou descer marchas sem o auxílio da embreagem.

Procurando algo para sua moto?

Na Masada tem!

Masada_Logo_194x50

Acesse nossa loja virtual:

Leia mais:

 

 

 

Compartilhe:Share on Facebook17Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Email this to someone