As principais mudanças nas leis de trânsito que resultam na perda de CNH

Compartilhe:Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Email this to someone

Fonte: freepik.com

Qualquer motorista, novato ou não, que tenha planos de comprar um Palio à venda ou outro veículo, deve estar ciente de que as leis de trânsito recentemente passaram por alterações.

Nas grandes cidades brasileiras, onde o tráfego e os engarrafamentos se tornam cada vez mais comuns, conhecer as leis de trânsito se torna fundamental para qualquer motorista.

Tanto nas estradas quanto nos grandes centros urbanos, o ato de dirigir com responsabilidade é a melhor maneira para a segurança de todos, sejam pedestres ou motoristas.

Dentro desse contexto de responsabilidade e respeito com a vida de uma forma geral, estar ciente das leis de trânsito é também uma questão de educação.

Por isso, além das cidades brasileiras terem que contar com um adequado planejamento urbano, é necessário que os motoristas tenham também um satisfatório conhecimento a respeito das normas de trânsito.

Saber os principais tópicos do Código de Trânsito Brasileiro e colocar esse conhecimento em prática quando dirigir é fundamental para a redução do número de acidentes nas ruas e estradas no Brasil.

Sendo assim, diante de um processo de respeito aos códigos e normas de trânsito, é possível obter uma melhor conscientização por parte dos pedestres e motoristas, tornando o nosso país um dos que menos possui morte devido a acidentes.

 

Boas práticas na hora de dirigir

Seja para condutores de caminhões, motos e carros, bem como para os pedestres em geral, o respeito aos princípios mais básicos do trânsito refletem em mais segurança. Sendo assim, é importante que todos estejam cientes de que:

 

É essencial usar o cinto de segurança

O cinto de segurança é um acessório importante em um veículo. Não por acaso, o seu uso é citado em todo e qualquer manual de boas condutas relacionados à educação no trânsito.

 

Bebidas alcoólicas e direção não combinam

Pesquisas apontam que um grande número de acidentes ocorre devido a motoristas embriagados.

 

O excesso de velocidade em ruas e rodovias é muito perigoso

É essencial que para evitar o aumento das estatísticas de morte relacionadas ao trânsito os motoristas não pisem tão fundo no acelerador. O excesso de velocidade é perigoso, seja nos centros urbanos ou nas estradas.

 

Falar ou até mesmo enviar mensagens no telefone celular enquanto está dirigindo aumenta o risco de acidentes

Está comprovado que o uso de telefone celular tira a capacidade que o motorista tem de se concentrar.

 

Manutenções periódicas em seu veículo são importantes  

A ocorrência de um acidente também pode ser devido a algum problema técnico no automóvel, tais como pneus furados, defeito nos discos de freio ou outros problemas mecânicos.

Essa dica também vale para quem está pesquisando um carro novo. Portanto, se você deseja comprar um Fiat Uno ou comprar um Sandero, não deixe de efetuar as vistorias periódicas em seu carro.

Elas são de grande utilidade especialmente quando é necessário fazer uma longa viagem. Graças a um bom check up é possível prevenir vários problemas.

 

As principais mudanças nas leis de trânsito

As leis de trânsito estão aí para organizar e garantir a segurança de todos, por isso é válido conhecer as mudanças que recentemente entraram em vigor no Brasil.

Entre as principais alterações convém salientar o aumento no valor das multas, bem como um maior período impedindo o motorista de dirigir.

Nesse caso, para evitar uma série de problema é essencial que todos os motoristas estejam cientes de tais alterações na lei. Sendo assim, vale destacar algumas delas, tais como:

 

Falar ao telefone celular enquanto dirige

Essa que até então era considerada grave, de acordo com a nova lei, se tornou uma falta gravíssima. Por isso, o motorista que for flagrado falando ou enviando mensagens via celular enquanto estiver dirigindo vai receber uma multa no valor de R$293,47.

Além do valor financeiro por causa da multa, esse tipo de infração vai custar para o motorista a perda de 7 pontos na carteira de habilitação. Nesse caso, é recomendado estacionar o veículo para apenas assim manusear o aparelho celular.

 

A recusa em realizar o teste do bafômetro

Os motoristas que se recusarem a efetuarem esse teste, ou outro procedimento que tenha por intuito detectar qualquer indício de embriaguez, vão ter que arcar com multa.

Além disso, caso repetir a mesma infração no período de um ano, o custo da multa será aplicado em dobro.

 

Mudanças de velocidades em vias desprovidas de sinalização

De acordo com o que foi estipulado na nova lei, o limite de velocidade será de 110km/h para automóveis. Já no caso de motocicletas e demais veículos, o limite será de 90km/h.

No caso de rodovias de pistas simples, o limite de velocidade será de 100km/h para automóveis e motos. Já para os demais veículos, será de 90km/h.

 

A suspensão do ato de dirigir

Diante das mudanças na legislação de trânsito, o período mínimo que alguém pode perder o seu direito de dirigir passará de um para seis meses. Já em caso de reincidência dentro de um ano, a suspensão pode ser de oito meses a dois anos.

Além disso, caso o motorista cometa alguma infração que suspenda imediatamente o seu direito de dirigir, o tempo pode ser de dois a oito meses ou, até mesmo, dezoito meses para aqueles casos reincidentes no período de um ano.

Vale salientar também que é importante estar atento para o aumento no valor das multas. Nesse caso, levando em consideração a gravidade da infração, os custos estabelecidos também sofrem alteração.

Nesse contexto, multas por infrações consideradas leves passarão de R$ 53,20 para R$ 88,38. Já aquelas multas ocasionadas por infrações médias que antes eram de R$ 85,13, passarão a valer R$ 130,16.

Além disso, as multas provocadas devido a infrações graves custarão no bolso do motorista o valor de R$ 195,23, sendo que anteriormente o preço a ser pago era de R$127,69.

É pertinente também destacar que se a irregularidade não for solucionada no local onde aconteceu a infração de trânsito, o carro do motorista será imediatamente removido para pátio e não mais apreendido pelas autoridades responsáveis pela questão.

De uma forma geral, ao todo foram modificados 28 artigos das leis de trânsito. Além disso, seis novos foram inseridos no Código de Trânsito Brasileiro, o CTB. Tais novidades incluem pautas sobre penalizações envolvendo a realização de “rachas” e normas para excesso de carga.

 

Conclusão

 

Por fim, quando o assunto são as Leis de Trânsito é importante estar atento para essas novas regras, principalmente naquelas que implicam na perda da CNH.

Gostou do que leu aqui? Então não se esqueça de compartilhar esse post com seus contatos, pois é importante que todos estejam cientes a respeito do que mudou no trânsito brasileiro.

Lembre-se: a responsabilidade ao dirigir é essencial para a segurança de todos.

Compartilhe:Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Email this to someone